UCEM - UCDM - ACIM

Lição 72.

In UCEM on 12/03/2012 at 12:10

Guardar mágoas é um ataque ao plano de Deus para a salvação.

Embora tenhamos reconhecido que o plano do ego para a salvação é o oposto do plano de Deus, ainda não enfatizamos que ele é um ataque ativo ao Seu plano e uma tentativa deliberada para destruí-lo. No ataque, os atributos que são de fato associados ao ego são conferidos a Deus, enquanto o ego parece tomar para si os atributos de Deus.
O desejo fundamental do ego é o de tomar o lugar de Deus. De fato, o ego é a encarnação física desse desejo. Pois é esse desejo que parece cercar a mente com um corpo, mantendo-a separada e sozinha, incapaz de alcançar outras mentes a não ser através do corpo que foi feito para aprisioná-la. Limitar a comunicação não pode ser a melhor maneira de expandi-la. No entanto, é nisso que o ego quer que acredites.
Embora a tentativa de conservar as limitações que um corpo imporia seja óbvia aqui, a razão pela qual guardar mágoas representa um ataque ao plano de Deus para a salvação talvez não seja tão evidente. Mas consideremos os tipos de coisas das quais tendes a guardar mágoas. Não estão sempre associados a algo que um corpo faz? Uma pessoa diz alguma coisa que não gostas. Faz algo que te desagrada. Ela ‘trai’, no seu comportamento, os seus pensamentos hostis.
Aqui não estás lidando com o que a pessoa é. Pelo contrário, estás preocupado exclusivamente com o que ela faz em um corpo. Estás fazendo mais do que deixar de ajudá-la a libertar-se das limitações do corpo; tu estás ativamente tentando prendê-la a ele por confundi-lo (o corpo) com ela (a pessoa) e por julgá-los como um só. Nisso Deus é atacado, pois se o Seu Filho é apenas um corpo, assim Ele também tem que ser. Um criador totalmente diferente da sua criação é inconcebível.
Se Deus é um corpo, o que teria que ser o Seu plano para a salvação? O que poderia ser, senão a morte? Ao tentar apresentar-se como Autor da vida e não da morte, Ele está sendo um mentiroso e um impostor, cheio de falsas promessas, oferecendo ilusões em lugar da verdade. A realidade aparente do corpo faz com que essa perspectiva de Deus seja bastante convincente. De fato, se o corpo fosse real, seria realmente difícil escapar dessa conclusão. E toda mágoa que guardas, insiste que o corpo é real. Ignora inteiramente o que é o teu irmão. Reforça a tua crença de que ele é um corpo e o condena por isso. E afirma que a tua salvação tem que ser a morte, projetando esse ataque contra Deus e tornando-O responsável por isso.
A essa arena cuidadosamente preparada, onde animais raivosos buscam a sua presa e a misericórdia não pode entrar, o ego vem para salvar-te. Deus te fez corpo. Muito bem. Aceitemos isso e fiquemos contentes. Enquanto corpo, não te deixes privar daquilo que o corpo oferece. Pega o pouco que puderes conseguir. Deus não te deu nada. O corpo é o teu único salvador. Ele é a morte de Deus e a tua salvação.
Essa é a crença universal do mundo que vês. Alguns odeiam o corpo e tentam feri-lo e humilhá-lo. Outros amam o corpo e tentam glorificá-lo e exaltá-lo. Mas, enquanto o corpo estiver no centro do teu conceito de ti mesmo, estás atacando o plano de Deus para a salvação e guardando as tuas mágoas contra Ele e Sua criação, para que não possas ouvir a Voz da verdade e dar-Lhe as boas-vindas como Amiga. Ao invés disso, o salvador que escolheste toma o Seu lugar. Ele é o teu amigo, Deus é o teu inimigo.
Hoje tentaremos parar com esses ataques sem sentido contra a salvação. Tentaremos, ao contrário, dar-lhe as boas-vindas. A tua percepção invertida, de cabeça para baixo, tem sido desastrosa para a paz da tua mente. Tens visto a ti mesmo em um corpo e a verdade fora de ti, trancada longe da tua consciência pelas limitações do corpo. Agora tentaremos ver isso de modo diferente.
A luz da verdade está em nós, onde foi colocada por Deus. É o corpo que está fora de nós, e que não é preocupação nossa. Estar sem um corpo é estar no nosso estado natural. Reconhecer a luz da verdade em nós é reconhecer-nos tais como somos. Ver o nosso Ser separado do corpo é dar fim ao ataque ao plano de Deus para a salvação e, ao invés disso, aceitá-lo. E, aonde quer que o Seu plano seja aceito, já está realizado.
A nossa meta nos períodos de prática mais prolongados de hoje é o de passarmos a estar cientes de que o plano de Deus para a salvação já foi realizado em nós. Para alcançar essa meta, temos que substituir o ataque pela aceitação. Enquanto o atacarmos, não podemos compreender o que é o plano de Deus para nós. Portanto, estamos atacando o que não reconhecemos. Tentaremos, agora, deixar o julgamento de lado e perguntar qual é o plano de Deus para nós:

Pai, o que é a salvação? Eu não sei. Dize-me, para que eu possa compreender.

E então esperaremos em quietude pela Sua resposta. Nós temos atacado o plano de Deus para a salvação sem esperarmos para ouvir o que é. Bradamos as nossas mágoas tão alto que não escutamos a Sua Voz. Usamos as nossas mágoas para fecharmos os olhos e taparmos os nossos ouvidos.
Agora queremos ver, ouvir, e aprender. “Pai, o que é a salvação?”. Pergunta e serás respondido. Busca e acharás. Não estamos mais perguntando ao ego o que é a salvação e onde podemos achá-la. Estamos perguntando isso à verdade. Tem certeza, então, de que a resposta será verdadeira por causa Daquele a Quem perguntaste.
Sempre que sentires a tua confiança diminuir e a tua esperança de sucesso oscilar e apagar-se, repete a tua pergunta e o teu pedido, lembrando-te de que estás perguntando ao infinito Criador da infinidade, que te criou como Ele mesmo:

Pai, o que é a salvação? Eu não sei. Dize-me, para que eu possa compreender.

Ele responderá. Que estejas determinado a ouvir. Um, talvez dois períodos de prática mais curtos por hora serão suficientes para hoje, já que terão uma duração ligeiramente maior do que a de costume. Estes exercícios devem começar com:

Guardar mágoas é um ataque ao plano de Deus para a salvação. Que eu o aceite ao invés disso. Pai, o que é a salvação?

Em seguida, aguarda mais ou menos um minuto em silêncio, de preferência com os olhos fechados, e escuta a Sua resposta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: